quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Fantasias de Manuel Carlos


Quem nunca se iludiu com as novelas fantasiosas de Manuel Carlos? Pois é, isso é uma coisa plenamente comum e clássica. Este humilde autor nos faz viajar para lugares inimagináveis para nosso bolso, e possíveis somente para a imaginação.

Um ótimo exemplo é a novela Viver a Vida. Uma modelo pouco rica e famosa viaja a todo o momento para todos os lugares mais lindos da terra, e consigo, além do dinheiro, leva um José Mayer na frasqueira, uma coisa completamente possível, levando em consideração as roupas baratas da 25 de março que a top model usa.

A trama resgata aquela velha proposta romântica de escapismo, fugir da realidade e deixar-se embebedar por coisas novas, diferentes do cotidiano de muitos brasileiros. É exatamente nesse aspecto que se encontra o maior problema nisso tudo, uma vez que existem certas pessoas que entram no falso glamour noveleiro, tentam trazer tudo para o próprio dia-a-dia. Não acredita?Pois então, vejamos um hiperbólico exemplo de tais afirmações, tenho certeza que você já presenciou ou conhece alguém que se encaixa no perfil e qualquer um deles.

Todos os membros da família param suas atividades e sentam-se na frente da televisão, só para assistir a novela das oito, até ai tudo bem, contudo as cenas de amor fazem a dona de casa que trabalha o dia todo, e não tem a mínima atenção do marido, ficar cada vez mais indignada com a vida monótona e cansativa que leva. O marido olha a protagonista que desfila mostrando suas curvas e lindos cabelos para quem quiser ver, então este homem que chega e à casa cansado olha para o lado e vê sua esposa de dedinho no cabelo, com o rosto inchado de tanto creme, suspira e pensa “ Bem que eu poderia ter casado com a Tais Araujo, se eu tivesse esperado quem sabe arrumava alguma coisa melhor que esse dragão?”. A filha se empolga com as roupas da patricinha riquíssima, filha do protagonista, e entra em depressão toda vez que houve alguém falar de novela, já que sua família não tem poder aquisitivo pra bancar tanta roupa. Para finalizar a catástrofe familiar, o filho que está de recuperação na escola dês do inicio do ano vê ao final de cada capitulo os depoimentos de pessoas que passaram coisas muito piores que isso na vida e se sente, acha que uma nota baixa não fará diferença. Pronto o circo já está formado

A mulher joga na cara do marido que ele poderia ser mais inteligente e delicado com ela como o Marcos, José Mayer, é com a Helena, em contra partida o homem responde voraz: “E você poderia ser mais magra como a Helena também. A menina urra de raiva porque a progressiva não está mais na moda, porque a protagonista usa cabelo cacheado. O menino pula de alegria porque tirou 1 na prova de matemática que valia 3, e ainda defende a sua tese: que tal sistema capitalista nunca poderá conhecer seu dons de fato e até o final da e novela ele irá dar seu depoimento, já que considera um absurdo o não uso da calculadora, uma verdadeira forma de opressão e preconceito com aqueles que não conseguem dividir 5 por 2 em tempo hábil.

Obviamente que a autora deste texto não é nem um pouco exagerada e irônica, mas quem nunca se comparou ou comparou alguém com algum personagem? Só quem não vê novela –mesmo assim tem sempre aqueles intrometidos que pegam o bonde andando e qurem sentar na janela, não é?Bem, sendo um pouco pessimista quero ressaltar que os suicídios no Brasil são relativamente baixos, contudo se Manuel Carlos continuar a escrever creio eu que os níveis cresceram assustadoramente, porque o drama vivido pela protagonista é “suicidante”- um neologismo justo, ok? – Gucci ou Gabana? Apartamento de 50 milhões de dólares ou casa de 50 milhões de dólares?Voltar para o rio de iate ou de helicóptero?Roma ou Paris?

Não importa qual será a escolha de Helena,apenas quero ficar viva para ver o dia em que TODOS os brasileiros terão a oportunidade de fazer somente 2 delas.O que sinceramente , acho que não vai acontecer tão cedo.Ainda que sonhar seja de graça pare de babar, e acostume-se com a classe econômica da novela, esta que mais se assemelha ao mundo real ou ao pesadelo diário, como preferir.

11 comentários:

Leonardo R. disse...

Deixa o brasileiro sonhar, Lara!

ricardo disse...

Ahhh,
novela do Manuel Carlos é massa,
Pelo menos melhor do que da Gloria Perez é concerteza
AUSHUASHA'

Lara Santos disse...

Eu também amo o Manuel Carlos, não tenho nada contra, mais que os suicidas vão ter um belo motivo pra se matar vão.
É tudo muito glamuroso, minha avó adora, ela fica discutindo com a Helena, uma verdadeira comédia.

MAS EU AMO MANECO, E AS ROUPAS CARAS DA HELENA! ♥

Barbara disse...

Gente, me identiquei com a parte do menino que está de recuperação desde o início do ano. Realmente, Armando Garcia hihi (primeira vez que posto aqui)

Teacher Raoni disse...

Olha eu aqui !
Não sabia que tinha uma aluna tão reflexiva !
Bem, tenho que dizer, Manoel Carlos é o ópio do povo brasileiro. Além de ser escrever de forma totalmente manjada e irreal. Não acompanho a bendita novela, mas cara, que dilema que a moça vive hein ? Nossa, deve ser quase impossível decidir entre comprar a casa ou o apto.!! Enquanto isso, o cidadão comum ta pensando "po, trabalhei 12 horas e ganhei 15 pila. Compro o almoço ou a janta?"
Novelas iludem o povo, fazem com que saiamos da realidade.Faz parte da política do "pão e circo" do Brasil, embora no Brasil isso funcione de maneira mais precária que em Roma, visto que o governo não dá o pão. Rá !
Não vou nem entrar no mérito de as novelas incitarem a traição, a gravidez precoce e, especialmente, o exacerbado feminismo (ente outras coisas!)
Em tempo : tempo HÁBIL, minha jovem Padawan (quinto parágrafo, última palavra)

Lara disse...

Raoni, a correção já foi feita e eu fiquei muito feliz com a sua visita, por isso vou considerar somente o primiro elogio, se é que foi um elogio, mas tudo bem.Apesar de tudo eu gostei do seu comentário.
XOXO

Christina Lessa disse...

Tu es géniale
Vous écrivez très bien

Arrependo-me muito de não ter passado por aqui antes, você havia comentado comigo sobre o blog, mas a falta de tempo me impediu de ler “crônicas” tão engraçadas de humor refinado e pra lá de dramático. Simplesmente amei os exemplos bem exagerados, e sempre encontramos alguns parecidos por ai. Devo confessar que cansei de viajar com as historias dele também, porém algumas pessoas vivem a moda da novela, quando uma acaba muda de ritmo para acompanhar a outra.

Fico muito feliz por você, as aulas de francês continuam hein....

Baisers

Lara disse...

Que bonitinho Chris, gostei muito
do seu comentario, *-*
Pode deixar que eu vou continuar indo kkkkkkkkkkkkkkkk
Beijão

Anita Dias disse...

Santo Manuel Carlos que nos tira da mesmice do dia a dia!
Das poucas vezes que tenho tempo para ligar a televisão está sempre no horário da novela, não resisto e acabo vendo.Infelizmente ou felizmente, ele tem o curioso poder de alienar as pessoas, nos tirar da perspectiva antiga e mostrar um mundo, que gira em torno do rio de janeiro, onde podemos conseguir o que queremos. Ao mesmo tempo tem sempre um problema social, só para não dizer que tudo é perfeito.

Ótima e inteligentíssima postagem é bom saber que dividimos a mesma opinião

Beijos Larinha

Lara disse...

Anita, que bom que deu as caras por aquie, achei realmente que tinha esquecido do blog, mas tudo bem eu te perdoo!
Quando eu escrevi isso lembrei de você na hora, e é claro da Larrisa é outra que mete o pau na novela sem do nem piedade!

Que bom que gostou!

Anita Dias disse...

Eu cancelei os outros dois blogs e fiquei com um, somente. Pra fala verdade eu não estava conseguindo manter os dois dieito, então preferi ficar com um, e agora terei mais tempo pra passar por aqui.

tudo de bom pra você e feliz ano novo